Clássico: Guia do Mochileiro das Galáxias

0931175.jpeg
0931175.jpeg

É considerado por muitos um dos maiores clássicos da literatura de ficção científica, muito embora ele se encaixe também como uma espécie de comédia filosófica. Este livro citado aqui é na verdade o primeiro da dita “trilogia de cinco” livros escritos pelo autor Douglas Adams.

Sinopse: O livro contam as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect. A dupla escapa da destruição da Terra pegando carona numa nave alienígena, graças aos conhecimentos de Prefect, um E.T. que vivia disfarçado de ator desempregado enquanto fazia pesquisa de campo para a nova edição do Guia do mochileiro das galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário. Mestre da sátira, Douglas Adams cria personagens inesquecíveis e situações mirabolantes para debochar da burocracia, dos políticos, da “alta cultura” e de diversas instituições atuais. Seu livro, que trata em última instância da busca do sentido da vida, não só diverte como também faz pensar. “O guia do mochileiro das galáxias começou sua história como uma série de rádio e, depois, uma compilação em fita cassete. Transformado em livro, tornou-se um best-seller mundial e foi parar, de forma curiosa, na televisão britânica.

A saga começou em 1979 como lançamento do primeiro livro da série. E em apenas três meses, mais de 250 mil cópias foram vendidas. Adams se inspirou em um guia de viagem para a Europa para ter a idéia da criação do livro, na verdade ele teve idéia inicial enquanto dormia bêbado em um campo da Áustria, chateado por não conseguir se comunicar com os moradores dali. Adams foi um grande roterista, humorista e escritor além ter escrito da saga do “Guia do Mochileiro” escreveu para TV em séries como Dr. Who e Monty Python e fez escreveu outros romances como o também cultuados.

Mas voltando ao “Guia do mochileiro” o livro é dotado de um texto fluido o que torna a leitura bastante prazerosa e rapida (afinal o primeiro livro tem somente 160 paginas). E em cada pagina somos supreendidos por mundos espetaculares e personagens fascinantes, mas o principal desse universo rico criado por Adams não está na estranheza ou delírio visual e sim na capacidade de gerar flexão através do humor cínico e inteligente. Cada criatura ou mundo que surge no livro vem como reflexo de uma crítica certeira sobre os costumes, politica, cultura aqui na terra. Enfim o livro é realmente hilário como poucos, dotado de uma inteligência incomum, cheio de aventura e reviravoltas.

Muito embora esse artigo seja principalmente sobre primeiro livro é importante ressaltar que todos atributos valem para todos os outros livros da série(que mantém a mesma pegada e ritmo. Simplesmente brilhante! ENTÃO ME FAÇA O FAVOR NÃO LEIA SOMENTE PRIMEIRO LIVRO OS OUTROS SÃO TÃO ESPETACULARES QUANTO!).

O livro ganhou uma série de TV britanica exibida na década de 80 e também um ótimo filme em 2005, que mistura elementos do 2 primeiros livros e outros passagens criadas para aventura no cinema. Além de ter inspirado vários outros artista como RadioHead que compós a música “Paranoid Android” em homenagem Marvin (o robô depressivo do livro) e etc.

Veja algumas da idéias que te esperam nesse brilhante livro:

1. O homem é a terceira espécie mais inteligente do planeta Terra. (a segunda é os golfinhos, essa idéia gerou uma das melhores cenas do filme. O músical dos golfinhos no começo do filme)

2. Classificado como um dos dez instrumentos mais irritantes, o violino foi banido de todos os mundos civilizados em todas as galáxias.

3. Com QI de 161612, Marvin, o Andróide, é 30 bilhões de vezes mais inteligente do que um colchão.

4. Se o Guia do Mochileiro das Galáxias fosse impresso como um livro tradicional seriam necessários vários prédios grandes para guardá-lo.

5. A razão de o Guia do Mochileiro das Galáxias ser o livro de maior sucesso da galáxia é, em primeiro lugar, por ser menor e ligeiramente mais barato do que a Enciclopédia Galáctica e, em segundo lugar, por trazer a frase “Não Entre em Pânico” em letras garrafais e amigáveis escrita na capa.

6. Devido a circunstâncias estranhas envolvendo viagem no tempo, Marvin, o Andróide, é 37 vezes mais velho do que o próprio universo.

E isso é tanta coisa genial como nave movida a gerador probabilidade infinita, pensador profundo, viagem no tempo, paradoxos que seria impossível citar tudo, ainda mais sem spoliers. Então encare o livro e entre nesse universo.

Trailer do Filme:

Primeiro Episodio da série:

Autor: Douglas Adams
Ano:1979

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by WP Anti Spam