Panis et Circenses,cada vez mais atual

maxresdefault
unnamed
Escrita em 1968 por Gilberto Gil e Caetano Veloso,gravada pela banda Os Mutantes e considerada o hino do Tropicalismo a música Panis et Circenses vem do latim e significa Pão e Circo.

O antigo Império Romano sofria com os problemas sociais advindos da escravidão que gerou muito desemprego na zona rural.Essa massa de camponeses desempregados migrou para as cidades romanas em busca de emprego e melhores condições de vida. Preocupado com uma possível revolta o imperador criou a política do Pão e Circo,que destinada a população alimento e diversão.O estado distribuía pães e fazia batalhas entre gladiadores para entreter a população, e assim, evitar as rebeliões contra o governo. Era uma forma de manipulá-los, mantendo os longe das questões sociais e as decisões políticas daquela época.O tempo passou e a política do pão e circo foi difundida em outras civilizações.

No Brasil vimos claramente esse tipo ação política durante ditadura militar,com elemento a mais:o futebol.
Com o golpe militar inicia-se um período de repressão política e cultural no país,o que intensificou as críticas produzidas pela arte.

A nova geração de cineastas esboçava um “projeto político de uma cultura audiovisual crítica e conscientizadora” segundo Glauber Rocha,líder do movimento cinematográfico conhecido como Cinema Novo.
Os cineastas deste movimento procuravam desenvolver um cinema preocupado com os problemas nacionais, expondo através de seus filmes todas as mazelas da população.Enfatiza a condição de subdesenvolvimento e desigualdade social do Brasil e também da América Latina como desdobramento da colonização.Buscava a produção e estética mais fiéis a realidade brasileira.

O Cinema Novo e Tropicalismo eram movimentos de renovação artística mas também eram movimentos da contracultura e questionava os costumes e as tradições de toda a sociedade. A irreverência,ironia e o deboche como meios para atingir os seus objetivos foram largamente criticados, numa época marcada pela extrema politização das manifestações artísticas em geral.

A música faz uma crítica ao tipo de política adotado pelo governo militar para manter a população dócil e alienada: Entretenimento (a televisão) e Comida (nos alimentos fornecidos pela “Aliança para o Progresso”, programa criado pelo governo americano com a intenção de atrair a simpatia dos povos da América Latina) e, principalmente, critica os costumes e a alienação da sociedade.
No primeiro verso da primeira estrofe os artistas se queixam da censura criada pelo regime e da perseguição que os críticos musicais faziam ao estilo tropicalista (Eu quis cantar minha canção iluminada de sol / As folhas sabem procurar pelo sol e as raízes procurar, procurar).

Os próximos versos da canção são de
fortes impacto e tem intuito de chocar uma sociedade inerte

(Soltei os panos sobre os mastros no ar )
Simbolicamente “panos sobre os mastros no ar” representa a bandeira nacional,a pátria.
(Soltei os tigres e os leões nos quintais ) faz alusão aos tigres e leões soltos nas arenas de Roma com recorte poético na parte (mandei plantar folhas de sonho no jardim do solar).

A música escrita em 1968 fez parte de um contexto social e político não muito diferente do atual.
Vivemos uma democracia restrita,onde a censura sobre as artes ainda ocorre não de forma tão violenta quanto na ditadura mas ainda sim.
Como num museu de grandes novidades à la Cazuza,a mídia ainda manipula a opinião da classe média.

Estamos no ano da realização da Copa do Mundo no Brasil,diante de inúmeros problemas sociais e políticos que país ainda enfrenta o Estado gasta milhões para reforma e construção de estádios,afinal é preciso garantir o circo.
Com programas políticos como “Bolsa Família” garanta-se assim o pão.
Com o capitalismo o pão de hoje em dia é também o carro do ano e o celular de ultima geração também garantido através de abertura de crédito,como a redução do imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).
Uma forma de deixar a classe média,grande consumidora feliz e quieta.
A mídia faz o papel de sempre,esconde o que precisa e mostra o que é conveniente de acordo com interesse de seus patrocinadores.

E mais uma vez vemos a maioria da população brasileira alienada e mais preocupada com realização do grande evento esportivo do que com as problemáticas sociais.
Quarenta e seis anos após sua composição a música Panis et Circenses ainda se mantém atual pela crítica a sociedade espetáculo onde o pão e circo são garantidos pelo governo e a mídia pois “as pessoas na sala de jantar são ocupadas em nascer e morrer”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by WP Anti Spam