ULTRAVIOLENCE, O álbum mais cinematográfico de 2014

lana
unnamed (1)

“É um pouco mais despojado, mas ainda cinematográfico e escuro”.Foi assim que a cantora e compositora Lana Del Rey descreveu seu segundo álbum. Em Ultraviolance a cantora reforça a sonoridade que criou com ‘Born to die’, em 2012.

O primeiro álbum por sinal tem varias referências cinematográficas tanto em sonoridade quanto nas letras. O título do segundo álbum é uma referência ao filme de Stanley Kubrick,Laranja Mecânica. O termo Ultraviolence é bastante usado pelo protagonista Alexander DeLarge. No filme Alex narra suas violentas e aventuras ao lado de sua gangue. O comportamento autodestrutivo de Alex se encontra com as letras das músicas, onde Lana conta suas próprias experiências relacionadas ao vício em álcool e drogas desde muito cedo na sua vida.

unnamed (2)

Ultraviolence tem uma sonoridade depressiva, melancólica e letárgica com estética “on the road” e arranjos etéreos, pontuados por guitarras distantes e letras sobre conflitos existenciais típicos da cantora. Foi considerado pela revista Rolling Stones como um dos melhores álbuns lançados em 2014.

Os vídeos das músicas tem uma estética no estilo Film Noir. Música e imagem são poeticamente construídos. Os vídeos tem formato de um curta-metragem. O roteiro,figurino,a fotografia,a interpretação de Lana, tudo nos vídeos lembra o cinema.
Algumas narrativas de Lana parecem ter vindo de alguma personagem de um filme do Quentin Tarantino. Como em “Cruel World” parece que a música narra cenas do filme Pulp Fiction.

“Got your bible, got your gun.And your like to party and have fun”parece a descrição da cena em que Jules Winnfield (Samuel L. Jackson) recita um versículo da bíblia antes de atirar contra um homem.

unnamed (3)

O trecho: “Everybody knows that I’m the best, I’m crazy.Get a little bit of Bourbon in ya.Get a little bit suburban and go crazy” parece descrever a personsagem Mia Wallace (Uma Thurman) e “You’re dancin’ circles around me.You’re fuckin’ crazy.Oh, you’re crazy for me” poderia ser uma alusão a cena de dança de Mia Wallace e Vincent Vega(John Travolta).

A música “West Coast” por exemplo tem o clima da trajetória do casal Mickey Knox (Woody Harrelson) e Mallory Knox (Juliette Lewis) de Assassinos por Natureza do diretor Oliver Stone.Poderia ser Bonnie and Clyde.

Algumas músicas como Shades Of Cool e Pretty When You Cry parecem diálogos e mesmo que não lembramos de qual filme seja,sabemos que são diálogos tipicamente cinematográficos. O cinema de fato influência toda a carreira de Lana. Destaque para canção Big Eyes que não faz parte do álbum Ultraviolence mas é tema do filme Big Eyes do diretor Tim Burton e concorre ao Globo de Ouro 2015 como melhor canção e está na lista de pré-canditadas ao Oscar.

Álbum: Ultraviolence
Artista: Lana Del Rey
Ano: 2014
Selo: Universal Music
Faixas: 11
Estilos: Rock,Rock Indie, Indie Pop, Pop Alternativo
Duração: 51:24

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by WP Anti Spam